segunda-feira, 21 de março de 2011

Caminhadas em Huaraz - Laguna 69, por Rafael Guerra

Características:
Altitude máxima: 4.620m.s.n.m;
Desnível: 720m;
Distância: 8km (ida).


Antes de mais nada, para evitar qualquer gracinha, vou logo esclarecendo a origem desse nome. No início da década de 1980, durante o processo conduzido pela UNESCO para elevar o Parque Nacional Huascarán, à condição de Patrimônio Natural da Humanidade, entre muitos levantamentos, foi feito um para a catalogação das 120 lagoas glaciares do Parque. No relatório, todas as lagoas foram listadas com um número seguido pelo nome. Como essa lagoa não tinha nome conhecido em quechua, foi referida apenas pelo seu número: 69. O nome “pegou” e o resultado é que hoje uma das perguntas mais “batidas” feitas para os guias locais é justamente a origem desse nome.

A trilha marcada no Google Maps.

A Laguna 69 está a 4620m de altitude, nas bases dos nevados Chacraraju (6162m) e Pisco (5752m). Sua principal característica é a cor azul muito intensa. Uma das lagunas com a cor mais forte que eu vi por aquelas bandas.

Posso dizer que se trata de uma trilha fisicamente exigente com, aproximadamente, 8km (ida) e desnível de 720m. Já em termos de orientação não é nada de mais pelo fato do caminho ser muito bem marcado pelas dezenas de trekkers do mundo inteiro que passam diariamente por ali durante a temporada.

O início da caminhada é no acampamento de Cebollapampa (3900m), na quebrada Llanganuco, distante cerca de 90km ou 2,5 a 3 horas de Huaraz. Para chegar até lá eu e o Evandro contratamos um serviço de guia e fomos de carro pagando USD 60 cada um. É possível negociar com um taxista um valor menor para a viagem de ida e volta ou somente ida e tentar uma vaga em alguma van de agência de trekking para o retorno, mas isso é incerto. Vai do perfil de cada um.

Será necessário comprar o ticket para a entrada no parque por S/.65 Soles (cerca de USD 24). Se você já tiver comprado é só apresentá-lo no posto de controle, no início da quebrada Llanganuco. É importante saber que, ao contrário do que está impresso no ticket, a entrada vale por até 30 dias em qualquer umas das portarias do PN Huascarán.

Acima: O ticket para a entrada no parque. Ao contrário do que está impresso, a validade é de 30 dias.

Acampamento em Cebollapampa.

Partindo de Cebollapampa, a trilha vai seguindo rumo ao leste pelo fundo do vale por uns 5km até que começa uma forte subida em zigue-zague. No final dessa subida a direção da caminhada muda para o norte e então se inícia uma segunda subida, ainda mais forte, de mais de 1km quase que em linha reta. No final dessa subida se chega em um grande descampado, local ideal para um lanche e descanso, já que a temperatura próximo à laguna, que a esta altura já está próxima, é bem mais baixa. Seguindo um pouco mais, a direção muda para o oeste até o início da última subida, relativamente curta, em zigue-zague. Dali, basta apenas caminhar mais uns 300m para chegar à margem da laguna 69. O visual é incrível! E é a hora de vestir um fleece por baixo do corta-vento.

A caminhada para a laguna 69, além de linda, é um ótimo treinamento para aventuras mais radicais pela região.

Não deixem de conferir as próximas por aqui!

A impressionante Laguna 69.

2 comentários:

Carla e Élio disse...

hehehehehehe... Obrigada por esclarecer o nome da laguna! Linda a foto... Pelo visto vou precisar me preparar melhor para encarar essa subidona... Mas o guia respeita o ritmo da equipe?

Rafael Guerra disse...

Oi Carla!
Eles respeitam sim. São muito legais.
Essa caminhada é punk e faz muito frio na área próxima à Laguna. Em geral, na Cord. Blanca, é sempre importante levar um corta-vento e um polartec 100.

Dica: Na volta, pergunte ao guia se é possível dar uma parada de carro na Laguna Llanganucco. Só não coma as comidas típicas que eles vendem por lá... rsrs