sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Livro Classic Climbs of the Cordillera Blanca

Este ano, em minha última viagem às montanhas do Peru, entre uma caminhada e outra eu tive a idéia de procurar um guia de escalada das montanhas da região da Cordillera Blanca. Não foi necessário procurar muito porque logo encontrei o Classic Climbs of the Cordillera Blanca e fiquei muito impressionado.
Nas 208 páginas do livro são detalhadas, em inglês, 50 vias de escalada incluindo informações para a aproximação às montanhas; sobre as conquistas da vias; desnível; graduação; tempo e equipamentos necessários para as escaladas. Além disso, o livro é recheado com 185 lindas fotos coloridas, a maior parte tirada pelo próprio autor do livro, Brad Johnson, que é também fotógrafo profissional e tem fotos publicadas em revistas como a Outside e Climbing, entre outras. Um dos recursos de que mais gostei foram os 12 mapas 3d das Quebradas, onde se pode ver os vales e suas montanhas como em uma navegação pelo Google Earth. Sem dúvida isso facilita muito o entendimento sobre o relevo da região. O livro, que me custou SL/. 120 Nuevos Soles (cerca de US$ 40 dólares), dedica cerca de 20 páginas com dicas para a viagem, como idioma, moeda, transporte para Huaraz e para as montanhas, restaurantes e hotéis em Huaraz, contratação de guias, porteadores e infraestrutura de expedição.
Por coincidência, conversando sobre o livro com o dono do Hostal Olaza´s, no qual eu fiquei hospedado, descobri que o autor também estava na cidade e hospedado no mesmo hostal. Claro que eu não perderia a oportunidade de conseguir algumas dicas sobre as escaladas da região e acabamos nos conhecendo e batendo um longo papo sobre a Cordillera Blanca e sobre a sua carreira de montanhista. Brad Johnson nasceu na mítica cidade de Boulder, no Colorado. Nesse ambiente seria quase impossível ele não ter contato com o montanhismo... algo talvez como ser nascido no Brasil e nunca ter participado de uma “pelada”. Ele começou cedo e aos 14 anos já havia escalado o Kilimanjaro, na África. Já fez o cume do Denali, no Alaska, e do Cho Oyu, no Tibet, entre outros. Embora não tenha conseguido chegar ao cume, encarou também o Makalu e o K2. Ele escala na Cordillera Blanca há quase 30 anos. Enfim, um currículo e tanto. Ele ganha a vida com a sua empresa de guias Peaks & Places, organizando expedições para a Cordillera Blanca e outras regiões do Peru. Com uma “quilometragem” dessas, imagino que o serviço deve ser, no mínimo, de qualidade.
A referência de qualidade em todos os sentidos que tenho para guias de trekking e escalada no Brasil há muito tempo são os Guias de Trilhas de Petrópolis e do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, do Waldyr Neto. O que eu procurava nas lojas de Huaraz era um livro com uma qualidade de conteúdo similar e realmente consegui. Não tenho dúvida que um montanhista com alguma experiência em alta montanha consiga fazer algumas escaladas na região com a ajuda apenas desse guia. Para comprar o guia:http://www.peaksandplaces.com/ (Loja do autor – Dica: Se você solicitar, o livro poderá seguir autografado).

Um comentário:

Jorge Ramiro disse...

Eu realmente gosto de escalar montanhas. Eu trabalho como cozinheiro em ums restaurantes em itu, mas meu hobby é montanhismo.